Quando uma máquina de correr fala bem de outra!

13/01/16

Eu sou o que alguns poderiam descrever como o "antenado", “o primeiro a testar tudo antes de todos”, com um monte de aparelhos  - eu gosto de testar coisas novas quando as vejo ou ouço falar delas. Isto é ainda mais verdade quando se trata de inovações em corrida.

Durante a última década, tem havido uma proliferação de dispositivos e tecnologias que revolucionaram o cenário de corrida. Alguns desses vieram como resultado da era digital e o crescimento do número de usuários de aparelhos móveis (smartphone, tablets, etc), enquanto outros avanços vieram de modernizações em design e matéria-prima de roupas e calçados. Alguns dos maiores, no entanto, tem sido resultado da engenhosidade mecânica e da engenharia criativa.

Por ter testemunhado em primeira mão muitos desses supostos avanços subir a níveis estratosféricos para apenas desabar como Ícaro, eu fico sempre um pouco desconfiado quando me deparo com novos grandes projetos. Então, quando eu passei pelo novo Zero Runner da Octane Fitness em uma recente exposição numa maratona, eu resolvi dar a ele uma chance.

Primeiro de tudo, você precisa ver essa coisa para entender porque ela me chamou a atenção. Ela parece um elíptico tradicional que você vê em quase todas as academias. Mas ao cotrário de um elíptico, os apoios no Zero Runner são articulados no pé e em torno de seu joelho, o que lhe permite mover-se com o movimento natural de corrida, ao contrário do pedal de um elíptico tradicional.

Com certeza ele parecia bacana, mas eu precisava testar um pessoalmente antes de mudar minha ideia sobre a utilidade deste design inovador.

O que mais me surpreendeu é o quão natural o movimento é. No início, eu tentei balançar minhas pernas, como zumbis, como eu faço na maioria dos elíticos tradicionais. Eu não fui muito longe.

Finalmente, o representante disse: "Apenas corra." Esse foi o meu momento "aha". Quando eu finalmente deixei as minhas noções preconcebidas de como um elíptico funciona e simplesmente corri, tudo foi se ajeitando perfeitamente.

Sim, foi um bom treino. Foi como correr apenas, só que sem o impacto. O movimento era suave e natural, e ajustar o ritmo e a cadência foi num piscar de olhos. Também não há motor, por isso é bom e silencioso.

Depois de meia hora brincando sobre a coisa, eu estava confiante. Talvez a única desvantagem seja o custo. Embora eu ache que se você comparar isso com uma cirurgia ortopédica ou o custo de inatividade, a relação custo benefício é muito vantajosa.

O pessoal da Octane Fitness disse que o Zero Runner está começando a aparecer em diversos estúdios especializados, clínicas de fisioterapia, centros esportivos e academias, então talvez um apareça em sua vida em breve.

Como o inverno vem chegando, acredito que algo como o Zero Runner possa ser uma ótima maneira de manter o ritmo de treino enquanto você fica longe do frio (No vídeo abaixo você pode ver o First Look da Runner’s World no Zero Runner.)

Fonte: http://www.runnersworld.com 

 

Compartilhe:

Comentários

Em toda loja
  • Em toda loja
  • Equipamentos
  • Acessórios
Olá visitante! Sua conta